Cyberpunk 2077 vai abordar questões religiosas


Night City contará com seguidores do cristianismo e outras religiões

by:

Jogos

Atualizado em 26 de agosto de 2019

Em uma entrevista entre um desenvolvedor do Cyberpunk 2077 da CD Projekt Red e o site polonês Gry WP foi recentemente compartilhada através de fórum de mensagens, mas como a IGN relata, a tradução compartilhada parece ter sido um pouco irregular.

O erro de tradução mencionou uma facção religiosa e afirmou que o diretor de missões Meteusz Tomaskiewicz disse que o jogo “não evitará qualquer assunto, mesmo que ofendam a sensibilidade de alguns”, que parecia curiosamente abrasivo. A CD Projekt Red, então, compartilhou uma tradução exata desta conversa via IGN:

Gry WP: Você mencionou religião. Ainda existe esse tema no mundo de Cyberpunk 2077?

Tomaskiewicz: Sim e de várias formas. Como mencionei, nossa visão é de alguma forma baseada no mundo real. E a religião é uma parte muito importante do último, em termos de sociedade. Em nosso jogo, vamos ver, por exemplo, o cristianismo e seus diferentes ramos, ou religiões do Oriente.

Gry WP: Isso parece controverso. Alguém poderá entrar em uma igreja para causar estragos.

Tomaskiewicz: Nós não queremos evitar a religião como um tópico, a autenticidade do mundo é o que conta para nós. Tecnicamente, a situação que você mencionou é possível, mas isso é tudo sobre as escolhas feitas pelo jogador. Nós não encorajamos o jogador a fazê-lo. Em nossas missões que envolvem temas religiosos, garantimos que não haja desrespeito.

Tomaskiewicz não mencionou nenhuma facção religiosa, muito menos uma ligada a um credo específico. A religião em Cyberpunk 2077 parece existir como parte da cultura da “Cidade da Noite”, não como um sistema ou aliança de jogo como as gangues de rua (veja mais sobre os grupos sociais presentes no jogo aqui). Em outras palavras, você pode esperar diversas igrejas cheias de seguidores, mas não espere por narrativas que as atropelem em prol de políticas incorretas.